Abraços que Contam Histórias – Episódio 2: No Caminho Tinham Dois Caminhos

13 de Junho de 2017

Quando um amor é intenso, invencível e ultrapassa qualquer barreira, ele se torna mais do que um sentimento. Ele vira uma ação. Mais especificamente, ele vira um abraço.

Por isso, na semana do amor nós queremos contar histórias de grandes abraços: aqueles que, com muito amor, unem o diferente e trazem para perto aqueles que nunca deveriam ficar longe.

Bem vindos à Semana do Amor. Bem vindos aos Abraços que Contam Histórias!

 

No Meio do Caminho Tinham Dois Caminhos

2.Camylla-e-Lilian-779.jpg

A Camylla e a Lilian se conheceram na escola. No último ano elas acabaram caindo na mesma turma, e o universo trabalhou pra elas sentarem uma na frente da outra. Com várias amigas em comum, não demorou pra elas se aproximarem, ficarem grandes amigas e… bom, um sentimento novo começou a acontecer.

A falta da Lilian na viagem de formatura e o atraso da Camylla em um evento dos amigos fez as duas perceberem o quanto se gostavam, e que aquilo poderia ser mais do que amizade.

Entre muuitas conversas virtuais e beijos roubados, a Camylla e a Lilian finalmente começaram a namorar. Só faltava contar para os amigos, que já estavam bem desconfiados desse relacionamento.

Mas foi aí que tudo mudou. O pai da Camylla, militar e muito conservador, proibiu ela de ir no encontro marcado com a turma porque tinha descoberto do namoro das meninas!

Os dois sempre foram muito próximos, e a reação do pai foi um choque para ela!

Depois deste dia, a Camylla perdeu todos os privilégios: não tinha mais celular, não ganhava mais mesada e não podia sair: era só de casa pro cursinho e do cursinho para casa. O pai passou a controlar todos os movimentos dela para ter certeza de que ela não iria encontrar a Lilian.

Com a ajuda dos amigos e muita paciência da Lilian, as duas continuavam se falando e se vendo escondido. Apesar do medo, o amor entre elas e dos amigos falou mais alto.

Desviar dos olhos atentos do pai exigia planos complexos envolvendo a Lilian escondida em um porta malas, usar o celular dos amigos e muito planejamento para que nada saísse fora do combinado.

Mas depois de um tempo, o pai da Camylla se aposentou do exército, e as coisas ficaram mais difíceis. Elas conseguiam se ver menos ainda, e o afastamento entre as duas foi natural. Então, para acabarem com este sofrimento e pouparem os amigos das mentiras que precisavam contar por elas, elas decidiram terminar.

Foram anos difíceis, mas de muitas realizações. As duas já estavam quase terminando a faculdade quando o pai da Camylla percebeu algo que ela já sabia a muito tempo: ela não mudaria.

"A questão não era ela. Ela me ajudou a descobrir minha sexualidade, mas a sexualidade é minha. A nossa separação fez eu enxergar isso, e ele enxergou tudo isso também. Quando o problema era a filha dele, ficou tudo mais difícil." - A Camylla contou pra gente.

Foi então que ele deu um ultimato: ela teria 3 dias para sair de casa.

E mesmo no último ano da faculdade, com um TCC para fazer e uma OAB para passar, não é que ela decidiu ir mesmo?

E quando as malas já estavam prontas, o pai da Camylla percebeu que estava mesmo deixando a filha ir embora, a ficha caiu, e ele foi correndo para uma igreja.

Em uma conversa com o padre que até hoje ele não conta em detalhes, ele ouviu algo que mudou a vida e a história da família dele para sempre: "Ontem eu fiz a missa de sétimo um menino de 17 anos. A mãe dele perdeu o filho para a morte, e você está querendo perder sua filha para a vida. Para o amor. Porque ela ama outra pessoa."

E como em um passe de mágica, tudo mudou. O pai da Camylla voltou pra casa a tempo de ainda encontrar ela lá. Ele se ajoelhou e muito emocionado pediu desculpas pela forma com que a tratou pelos últimos 5 anos, e por ela ter sofrido tanto preconceito dentro de casa.

Feliz de ter a amizade do seu pai de volta, ela perdoou ele, mas precisava de ajuda para consertar um último detalhe: Trazer a Lilian de volta.

Foi assim que, como pai e filha e amigos que eles realmente eram, eles armaram um plano. Ela ligou para a Lilian, que na época trabalhavam no salão de beleza do pai, e pediu ajuda para consertar seu cabelo. Quando chegou lá, surpreendeu a amada com seu pai, de joelhos, pedindo desculpas por tudo que tinha feito ela passar.

É claro que a Lilian não acreditou, mas depois ela se emocionou, e tudo ficou bem.

Depois disso, ela virou parte integrante da família e foi abraçada em todos os momentos.

Para compensar os anos de afastamento, o pai da Camylla organizou junto com a Lilian uma festa de aniversário que juntou todos os familiares e amigos em torno de um só sentimento: o amor. Neste dia, não faltaram abraços pra celebrar esta união!

Assista a história delas no curta abaixo e fique ligado nas próximas histórias: